Empresa Junior em Minas

Empresa junior: como e porque montar a sua na universidade

22.219: essa é quantidade de estudantes que se tornaram empresários juniores no ano de 2018 aqui no Brasil, de acordo com levantamento da Confederação Brasileira de Empresas Juniores. É tanta gente empreendendo, que só o estado de Minas, sozinho, já conta com mais empresas desse tipo do que países como Alemanha, Bélgica e Portugal. 

Mas, afinal, o que é uma empresa júnior? Quais são os clientes que esse segmento de negócio busca atender? Será que vale a pena mesmo investir em uma empresa jr? 

São essas algumas das respostas que tentaremos responder por aqui no post. Quer saber mais? Então vem com a gente!

O que é uma empresa júnior

Bem, primeiro é interessante entender o que é essa tal de empresa júnior, certo? Pois então, esse tipo de empresa é uma associação civil sem fins lucrativos, com fins educacionais, formada e gerida exclusivamente por estudantes de graduação e vinculada a uma instituição de ensino superior. Ou seja: se você não está na universidade, já pode desistir da ideia de ter uma empresa jr. 

Mais de 735 empresas juniores estavam em atividade no país em 2018

A finalidade de uma empresa jr é desenvolver seus participantes e também fornecer serviços de baixo custo e alta qualidade para micro e pequenos negócios. Algo que tem dado muito certo com esses empreendimentos aqui no Brasil.

Segundo o último censo da Confederação Brasileira de Empresas Juniores, em 2018 a média de faturamento de cada empresa jr no país foi de cerca de R$ 36.500. Toda essa grana vem de projetos que essas empresas conseguem desenvolver em parceria com outras marcas de fora da universidade. 

Os principais clientes de uma empresa júnior

Empresas juniores são idênticas às empresas reais, com princípios de governança e regulamentação própria — no caso, a Lei 13.267/2016

Com isso em mente, dá pra dizer que essas empresas podem atender a qualquer tipo de cliente, indo de pequenas e médias empresas (a clientela mais comum), até grandes empresas, ONGs e órgãos públicos. O que não quer dizer que as próprias universidades e seus alunos não possam também ser clientes em potencial.

Vale a pena montar uma empresa jr?

Montar (ou apenas trabalhar em) uma Empresa Júnior é uma experiência extremamente positiva e pode fazer a diferença para futuro dos graduandos.

Os alunos podem ganhar com a interação entre os membros da empresa e com a troca de conhecimento e experiências para se desenvolverem pessoal, profissional e academicamente. Além disso, montar uma empresa júnior pode ser bastante útil para ganhar experiência profissional em locais onde existe baixa ou concorrida oferta de empregos ou estágios no mercado.

De quebra, se você sabe o que é uma startup e como abrir uma, também deve saber que as empresas juniores podem ser utilizadas no suporte à startups em seus primeiros anos de vida.

Como você viu por aqui, o que não faltam são motivos para você montar agora mesmo a sua empresa júnior enquanto cursa a universidade. Portanto, não perca mais tempo: junte a sua equipe e tire aquela ideia de negócios do papel agora mesmo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo